Life in a day

18:01 Rafaela Marreiros 0 Comments

O post de hoje é bem diferente dos outros, pois hoje vamos falar sobre a VIDA.
Você já parou para pensar em como as pessoas ao redor do mundo vivem em um dia? Um dia comum, como hoje, por exemplo, agora? Confesso que eu nunca parei para pensar nisso, provavelmente nem você. Mas Ridley Scott, diretor renomado de vários filmes em Hollywood, como Gladiador e Hannibal, pensou nisso. O que ele fez? Pediu que várias pessoas ao redor do mundo filmassem suas vidas em um dia, 24 de julho de 2010. O resultado? 4.500 horas de vídeos que se tornaram 1 hora e meia de um documentário chamado Life in a day ou “a vida em um dia.”


Acordar, tomar café, trabalhar, almoçar, pescar, viajar de bicicleta por todos os países que puder, se divertir, namorar, entrar em um supermercado e roubar uma comida, entrar no Skype para falar com seu marido que está no Afeganistão ou simplesmente dormir. A vida é feita de momentos, dos mais comuns possíveis, tais como acordar e se vestir para trabalhar, aos mais difíceis, como passar por uma cirurgia cardíaca.


Acredito que a vida se faz e se é vivida nos pequenos momentos, nos abraços dados, nas palavras gentis, no sabor de uma trufa de chocolate, em um beijo apaixonado, em uma conversa com um estranho, em uma leitura de um romance....ou em simplesmente se sentar na varanda e contemplar a paisagem.


Particularmente, foi um documentário que me tocou, pois gosto de viajar por diferentes culturas, diferentes concepções e diferentes “mundos”. Abaixo vocês podem assistir ao trailer e se quiserem assisti-lo na íntegra, vocês podem encontrar disponível no youtube, infelizmente só encontrei em inglês, mas mesmo assim vale a pena. Se assim como eu, a Vida te inspira nos seus pequenos detalhes, talvez esse vídeo lhe inspire também. Por que há sempre algo acontecendo ao nosso redor, além do celular e da internet, a vida acontece quando paramos e a contemplamos.

As três perguntas feitas no vídeo, (pergunte a si mesmo):
O que tem em seu bolso agora?
O que você ama mais?

Do que você tem mais medo?





0 comentários: