Vamos pilatar?!

16:43 Rafaela Marreiros 0 Comments

Hey people!
Fazia um tempinho que não escrevia para nossa coluna Corrente Fitness do Bem, né? Para quem é “gado novo” (como diria Thay OG), saiba mais sobre esse nosso projeto aqui! Hoje resolvi falar sobre o pilates, que pratiquei por 3 meses e que só não continuei mais por incompatibilidade de agenda =/. Mas, o pilates me ajudou muitooo, especialmente na época que fazia corrida (treinava para uma meia), musculação e pilates. Então, já que muita gente me pede para escrever sobre diferentes atividades físicas, resolvi entrevistar minha ex-instrutora de pilates Monise Moura (#essaélouca), que com seu alto astral e bom humor, transforma qualquer aula em pura diversão. :)
Bônus: vamos fazer um sorteio de um mês de neopilates no nosso novo instagram @dresstorun, para concorrer follow us e siga as instruções!


Fotos by Rafaela Marreiros & Monise Moura


O que é o pilates e qual os benefícios para saúde? Existem alguma restrição?

Pilates é um combo de exercícios associado à respiração, durante os exercícios nós praticamos muito alongamento, melhora a flexibilidade, postura, condicionamento físico e equilíbrio. Foi uma atividade criada por Joseph Pilates, que é o percursor do pilates, os pais dele por serem artistas de circo despertaram nele uma curiosidade pelo corpo humano e ele serviu até como um modelo de anatomia, depois de ter se desenvolvido. Mas, antes ele sempre foi uma criança com vários problemas de saúde como asma e muitas outras doenças que você pode imaginar. Com isso ele acabou desenvolvendo uma técnica para poder se curar. E, foi nessa cura que ele encontrou o método pilates misturando a yoga, seus pais praticavam também, com técnicas que ele via no circo e movimentos dos animais. Com o passar do tempo, ele foi chamado para guerra e foi lá que ele desenvolveu a sua técnica. Como ele ficou na área de reabilitação de soldados e não queriam ficar cuidando deles, Joseph utilizou as molas que ficavam embaixo das macas e começou a fazer fortalecimento dos soldados e foi aí quando tudo começou. Daí ele começou a desenvolver os aparelhos e suas técnicas. O pilates em si não tem restrição para idade, cor, peso, classe social, para qualquer coisa! Todo mundo pode fazer, principalmente pessoas que tenham limitações, os que não conseguem ir para academia ou tenham dificuldade de realizar exercícios considerado muito fáceis e, normalmente, nós reabilitamos para voltar à atividade. Quem já tem um condicionamento físico, colocamos um nível de pilates mais evoluído e a pessoa consegue ganhar uma força muscular melhor. É diferente da musculação onde há a hipertrofia muscular, o pilates fortalece e delineia o corpo.


E sobre o neopliates, qual a diferença entre ele e o pilates tradicional?

O neopilates é uma mistura de pilates tradicional, treino funcional e atividade circense. É uma atividade muito lúdica que nós imitamos muitas atividades do circo, por exemplo, a corda bamba que no caso a gente usa o snack line, tecido acrobático que a gente usa o tecido do circo mesmo e entre outros materiais como a argola e lira. O trabalho acontece em cima disso, é uma atividade mais dinâmica onde se queima em torno de 500 calorias. É uma modalidade muito nova, tem em base 6 anos, criada por uma brasileira, Amanda Braz, percursora do neopilates no Brasil. No momento, nosso studio é a sede do neopilates no Piauí.


Qual o grau de dificuldade de quem nunca praticou pilates, como é o processo para adaptar essas pessoas para não terem muita dificuldade na hora de praticá-lo?

O pilates vai trabalhar de acordo com o nível de cada um. Tem gente que chega aqui e já praticou alguma atividade física e aí a gente evolui dentro da evolução daquela pessoa. Se a pessoa não conseguiu fazer determinado exercício, a gente já diminui o exercício coloca exercícios mais fáceis até ela pegar o exercício e conseguir fazer uma evolução dele. Então, existe um mesmo exercício em diferentes níveis. Um idoso, por exemplo, ele não vai conseguir fazer exercícios de se pendurar ou de colocar muita força no abdome então adaptamos dentro do limite de cada um assim como criança, gestantes ou pessoas que tenham alguma doença articular como coluna e joelho.

4.      

        
      E o pilates direcionado para a gravidez? Como funciona o Momy Baby?

O pilates para gestante tem a limitação da amplitude do movimento de acordo com o tempo de gestação de cada uma. A mãe pode fazer várias peripécias, mas como falei anteriormente, dentro das limitações da gestação e a partir dos 3 meses de gravidez que é o período que a placenta está totalmente formada não correndo risco para o bebê. Se a mãe já fez pilates antes, nós colocamos exercícios mais evoluídos, senão, a mãe vai começar lá do início e fazer fortalecimento do períneo para se preparar para o parto. Até a criança ter um ano de idade nós podemos fazer o pilates para a mãe juntamente com o bebê numa bolsinha canguru proporcionando uma interação mãe e filho fazendo todos os exercícios sem limitação nenhuma.

Quais os maiores benefícios que seus alunos idosos relatam para você?

Com a idade, as pessoas tendem a ter mais deficiência de equilíbrio, a postura já vai encurvando, vai sentindo mais dores as quais antes não sentia. A prática do pilates para idosos vai trazer benefícios em relação a isso, vai melhorar o equilíbrio, a postura, a qualidade de vida, pois é uma atividade que não requer muito esforço do idoso, ele vai ter uma sensação de prazer e relaxamento maiores. Então, não há discriminação com relação à idade no pilates. Se ele tem condições de fazer um determinado exercício, ele faz, se não conseguiu a gente já passa para outro mais pesado ou não de acordo com a capacidade de cada um. O melhor relato que recebemos é em relação ao equilíbrio, tanto estático quanto dinâmico. Melhora a postura, pois já vai abrindo o peito, fazendo parecer que “a pessoa cresce”, mas é só uma questão de postura que faz aumentar alguns centímetros. A respiração é outro benefício, muito relatado bem como a flexibilidade que lhe proporciona fazer atividades da vida diária que antes ele não conseguia fazer. Por exemplo, saltar uma poça de lama que requer uma certa flexibilidade e equilíbrio.


E quem faz várias atividades como eu que cheguei a fazer 3 atividades ao mesmo tempo: corrida, pilates e musculação, o que o pilates irá somar a essas outras atividades?

Para um corredor, por exemplo, o pilates irá proporcionar uma melhora na respiração, no condicionamento físico fazendo com que aquela pessoa tem mais pique para correr mais bem como mais disposição para levantar cedo para correr, pois o corpo já vai “pedindo mais”. Atletas, por exemplo, praticantes de modalidades de luta ou triatletas, que atendemos aqui no studio, e que estão se preparando para alguma prova o pilates vai ser voltado para a habilidade de cada um. Para um triatleta, colocamos exercícios voltados mais para o nado, para corrida e para bicicleta, fazendo tipo um funcional para o que a pessoa irá ter de lidar durante a sua prova. Por exemplo, tenho uma aluna que trabalha com tiro esportivo e ela é bem pequena e tem que carregar uma arma muito pesada para sustentar e aí a estabilidade dela vai toda para região posterior, então ela tem que fortalecer muito paravertebrais e abdome e está com a musculatura toda fortalecida para poder sustentar a arma por muito tempo, mantendo o equilíbrio e não tremer para poder dar o tiro no lugar certo.
Concluindo, a gente trabalha dentro do que o atleta precisa.



 Conte-nos quais modalidades você trabalha aqui no seu studio?

Aqui a gente trabalha com pilates convencional, pilates aéreo que junta o columpio, que é uma espécie de rede, e aí você consegue fazer os exercícios de pilates tradicional só que suspenso. O neopilates é junto com o trem de pilate. O neo é o pilates com o circo combinado ao treino funcional e o trend pilates é mais associado ao circo propriamente, pois a gente utiliza tecido acrobático, lira que gira 360 graus e outras modalidades a mais. Aí já são 4 modalidades, sendo 2 praticadas em uma sala e as outras 2 em outra. E temos massagem terapêutica com liberação de ponto gatilho, RPG, drenagem linfática e aulas de dança aos sábados.



E aquele meme da internet em relação ao pilates que diz “se tá fácil é porque está errado”, procede?

Sim, porque, normalmente, quando você faz exercício de pilates você tem que ter uma contração de core, a parte média do corpo como abdome e paravertebrais. Se você faz o exercício sem usar a contração abdominal e paravertebral você está fazendo o exercício de forma errada, então fica uma execução muito fácil. Quando você usa a contração você vê que as repetições ficam mais demoradas, e doem e aí dizem: “está difícil não consigo fazer”. Daí vem o meme.   



Convide nossos leitores a virem fazer pilates.


Quem quiser vir fazer aula de pilates, neopilates ou trend pilates ou pilates aéreo pode está agendando uma aula experimental ligando e agendando os horários de acordo com a compatibilidade da gente e a compatibilidade da pessoa. E, a aula experimental é grátis, quem gostou fica quem não gostou sem problemas. 


0 comentários: