Motivação da semana: Ma Vie Arruda

08:37 Rafaela Marreiros 0 Comments

E quem aí estava com saudades da nossa coluna “motivação”?! Já era hora de voltarmos com ela, não é mesmo?! So, we are back! Nossas entrevistas tem como intuito motivar vocês a praticar uma atividade física, pois esse é um dos objetivos do blog, já que eu como uma viciada em endorfina não poderia deixar de falar sobre esse assunto. =P

Nossa convidada de hoje é Ma vie Arruda. Tive o prazer de conhecê-la através de suas aulas na faculdade. Quando conversamos sobre praticar algum esporte, viagens, lifestyle, línguas, não deu outra ficávamos conversando bem depois que a aula acabava. E, como ela tem uma love story com a natação, resolvi entrevistá-la para o blog para que vocês também se inspirem com sua história e se sintam motivados a nadar! Porque já dizia Dory: “continue a nadar, continue a nadar”. =D


P.S. Se tiverem uma história legal de alguém que possa motivar nossos leitores a praticar alguma atividade física, não se acanhe! Mande-nos um email (dresstorun@gmail.com) ou nos contate via instagram (@dresstorun ou @rafaelamarreiros) que ficaremos felizes em ouvir sua estória! =D


Você tem uma rotina bem atribulada, mas sempre encontra tempo para ir nadar. Enquanto muitos se lamentam e usam como desculpa a “falta de tempo”, pelo contrário, você parece usar o tempo a seu favor. Qual é sua motivação matinal para sair da cama e ir nadar?!
Não digo que seja fácil e que a animação me tome de impulso (risos) afinal acordar às 06 horas, tendo geralmente ido dormir depois de meia noite, não é tarefa simples... Mas, quando ponho o maiô e me lembro do prazer que terei pelo resto do dia... Pronto! A coragem e a disposição chegam e com toda a alegria realizo meu treino!

Você já nada há 10 anos então sua história com a natação já é bem longa. Como nasceu essa paixão por nadar?
Na verdade, muito por acaso. Completou em janeiro deste ano 10 anos. E lembro, como se fosse hoje, indo a um médico ortopedista, em razão de dores no joelho e coluna, e este me aconselhar: “bom, você é muito jovem para ser completamente sedentária, você deve começar amanhã, se possível, a praticar alguma atividade física, por que não a natação? ” E no dia seguinte, lá estava eu começando o que seria minha grande paixão!

Quais os benefícios que esse esporte trouxe para sua vida? Como era sua vida antes de começar a nadar todos os dias?
Bom, como já falei, era bem gordinha, mais de 10 quilos acima do peso atual, com dores pelo corpo (joelho e coluna) e indisposição que me assemelhava a uma idosa... E olha que conheço idosos que são muito “atletas”! (risos)
É espetacular a energia e a disposição que se consegue com a prática da natação. Trata-se de uma atividade completa, que se trabalha toda a musculatura do corpo, braços, pernas, abdômen, costas... enfim, e além de tudo é uma atividade aeróbica, que melhora muito sua capacidade cardiorrespiratória e resistência. Não sou profissional da área, mas estes são benefícios sentidos na minha vida, na prática!


Além da natação, você pratica outro tipo de atividade física? Se sim, como essa atividade lhe ajuda na hora de nadar?
Sim. Pratico musculação, três vezes por semana. Excelente atividade que complementa e fortalece a musculatura, preparando o corpo e evitando possíveis lesões. Também pratiquei por muitos anos e que foi de fundamental importância para minha consciência corporal e aprimoramento em todas as atividades físicas o pilates. Ajuda muito a postura, a prática da respiração correta e fortalecimento dos músculos, ou seja, altamente funcional.

Quando gostamos muito de praticar um esporte, às vezes acabamos nos envolvendo em competições. Você já participou de alguma competição profissional de natação? Se não, gostaria de participar de alguma?
Profissional não (risos), brinco que sou “metida” a atleta. Participei por muitos anos e ainda pretendo participar de competições organizadas para atletas masters. São realizadas pela ABMN (Associação Brasileira Master de Natação). Entrei na natação competitiva no mesmo ano que aprendi a nadar, em 2006... e sim eu não sabia nadar! Foi muito interessante, desafiador! E eu tive a chance de aprender o poder da superação, pois muitas vezes a disputa é entre você e você... cada treino, cada pulo na piscina, cada marca batida... a motivação crescia e me incentivava mais e mais... Foi mágico ganhar a primeira medalha, bem como foi fantástico ser campeã brasileira várias vezes na modalidade crawl e peito! Hoje possuo 153 medalhas expostas em um quadro na minha casa, que me recorda o quanto é importante lutar por cada coisa em minha vida! Sou muito grata por minhas conquistas e feliz por tantas alegrias que este esporte me proporcionou!


De 10 anos para cá, o que você faz para se reinventar dentro da natação? Quais desafios você encontra dentro do esporte?
Verdade...temos que reinventar os desafios sempre em nossas vidas...
Tive vários momentos desse. Por exemplo: ou um novo estilo que não competia e passei a treinar para competir; ou um novo tempo que gostaria de alcançar; ou simplesmente recuperar-me de uma lesão, como em 2012, e voltar a sentir o prazer de nadar novamente. Atualmente, a função da natação mudou, ela hoje serve de apoio para a musculação e não mais o contrário. Tanto na parte aeróbica, como de relaxamento das tensões e sobrecarga do dia-a-dia. 


O que te fascina mais na natação? Que sentimento ou sensação só a natação lhe proporciona?
O prazer de sentir a água percorrer meu corpo, dando-me uma grande sensação de relaxamento. Na água, enquanto nado, sinto-me em paz nas muitas idas e vindas e braçadas. A água é muito relaxante e para o clima que temos, torna-se mais interessante ainda.


Que recado/conselho você daria para aqueles que gostam do esporte e até gostariam de começar só que acabam esbarrando em suas próprias desculpas?
Que encarem, que comecem... No início pode ser cansativo e desafiador, mas o prazer da superação, de observar as alterações positivas do corpo, seu ânimo melhora a cada dia!

Em poucas palavras o que é a natação para você?
Natação é amor, é movimento, é superação, é alegria, é vida!!

0 comentários: