DTR ECO: COMO VIVER UMA VIDA ZERO LIXO?

16:58 Rafaela Marreiros 0 Comments


O Earth day (Dia da Terra), é dia 22 de abril. E, nós do DTR resolvemos escrever os posts dessa semana relacionados à mother  Earth. O que podemos fazer para que nosso planeta não sucumba à ação desenfreada do homem? MUITO! Semanas atrás eu estava assistindo a vídeos do TED Talks, uma plataforma para compartilhar ideias sobre os mais variados tópicos, e me deparei com o vídeo de uma menina chamada Lauren Singer com o seguinte título: “why I live a zero waste life? “. Na tradução livre o título quer dizer: “por que eu vivo uma vida de lixo zero? ”. Lauren, ainda enquanto estudante do curso de meio ambiente teve dois momentos que a levaram a viver esse lifestyle de hoje. Um, foi quando no seu último ano, seu professor questionou seus alunos acerca da importância de viver seus valores, o que a levou a pensar em sua relação com o meio ambiente. E, o outro momento, foi quando se sentiu incomodada com uma colega de classe que toda semana trazia seu almoço dentro de um saco plástico, em um recipiente também de plástico junto com uma garrafa de água (adivinhe): de plástico. Lauren via aquilo e pensava: “nós devemos ser o futuro desse planeta e aqui estamos com nosso lixo estragando tudo”.



Depois disso, ela ouviu falar de uma família na Califórnia que se intitulava “Zero Waste Home”, que produziam pouco ou nenhum lixo. Foi aí que ela decidiu não apenas declarar que ama o meio ambiente, mas viver como se o amasse. Achei tão interessante o seu vídeo que parei para pensar no quanto de lixo eu produzia e fui pesquisar mais a respeito desse estilo de vida de produzir nenhum ou muito pouco lixo. No caso da Lauren, ela foi atrás de aprender a fazer seus próprios produtos, como sua própria pasta de dente, por exemplo. E, até montou uma empresa, a The Simple Co., voltada para pessoas que como ela querem diminuir seu impacto nocivo no ambiente onde vivem. 

Bom, não estou (ainda) vivendo uma vida de zero lixo, mas já adoto algumas pequenas práticas que podem fazer uma grande diferença, já que o brasileiro produz, em média 1,0kg de lixo por dia. É muito lixo, se pararmos para pensar que o ano tem 365 dias. No meu caso, uma das coisas que faço é carregar sempre comigo uma garrafinha de água, até para restaurante já levei. Poxa, se eu posso ter água em casa de “graça”, porque pagar caro por uma garrafinha de plástico de 300ml? Além de não produzir lixo comprando garrafas nos lugares que vou, ou consumindo copinhos de plástico, eu me mantenho hidratada. Dessa forma, faço um bem para mim e para o meio ambiente. 

E, que tal você também contribuir para nosso amado planeta? Afinal de contas, só temos ele para viver, não é mesmo? Então, reuni aqui algumas coisinhas que todos podem fazer e contribuir para uma maior diminuição da produção de lixo. Quando decidi escrever esse post, resolvi pesquisar se há esse movimento Lixo Zero aqui no Brasil também. E, olha que bacana, descobri que tem muitas pessoas e projetos engajados a produzir nenhum ou muito pouco lixo. Para quem quiser se informar mais sobre o assunto, disponibilizei todos os sites que pesquisei a respeito e o vídeo da Lauren no final desse post.

Vamos às dicas!

1.    Supermercado
Leve sua própria eco bag ou seu próprio carrinho de compras. Hoje, não há desculpas para o uso de vários sacos plásticos, muitas vezes para colocar coisas que cabem, literalmente, em seu bolso.



2.    Na cozinha
Está aí um lugar cheio de coisas que jogamos no lixo. Cascas de comida, papéis toalha, recipientes de plástico, etc. Tem como nós aproveitarmos melhor o que comemos ou cozinhamos. No site “um ano sem lixo”, link que vocês encontrarão no final do post, há várias dicas de como aproveitar os restos de comida transformando-os em algo novo e útil para nós.


3.    Roupas
Ao invés de descartar uma peça por ela ter rasgado, ou ter perdido a cor, por exemplo, tente consertá-la. Outra dica é comprar em brechós roupas chamadas second hand , que já foram usadas, mas ainda se encontram em bom estado. Ou, se for o caso, usar sua criatividade com as peças que você já tem ou comprar em marcas que fazem um trabalho étnico tanto social quanto ambiental. P.S. Irei fazer um post especial só sobre esse tópico, aguardem!


4.    Traga a vasilha
Para quem é de Teresina, com certeza quando criança já deve ter ouvido o carro de sorvetes passando pela sua rua dizendo: “6 bolas de sorvete por um real, traga a vasilha”. Anos atrás essa pessoa que vendia 6 bolas de sorvete por um real já contribuía com o planeta, rsrsrs.  Muitas vezes compramos as famosas quentinhas e depois as descartamos no lixo. Por que não levar seu próprio recipiente? Uma vez, pedi que minha refeição fosse para viagem no Spoleto, paguei pela embalagem, mas fui avisada que da próxima vez era só levar o recipiente que não precisaria pagar pela vasilha. O Spoleto não é o único restaurante a usar essa prática. E, que bom, né? Dessa forma, não se produz tanto lixo com embalagens descartáveis de quentinha.


Essa são apenas algumas das dicas que podemos adotar em nossas vidas e que podem fazer uma grande diferença no planeta. 


Links úteis:


0 comentários: